Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quedas no ar

Zona de devaneios, de personagens inventadas, Quedas no Ar, é o meu espaço dedicado às perdas de filtros.

Zona de devaneios, de personagens inventadas, Quedas no Ar, é o meu espaço dedicado às perdas de filtros.

Quedas no ar

22
Nov20

Viagem de metro

MgA

"És tu! Eu sei que és tu! A mulher da minha vida!"

A insistência trazida até aos meus ouvidos, lançaram-me no caminho inevitável da curiosidade.

A viagem de metro normalmente era feita mergulhada num qualquer mundo literário, mas naquele dia o mundo real parecia infinitamente mais promissor.

"Não negues. Não me digas que não. Todo o universo diz que sim!" Insistia. O olhar mais do que convicção traduzia uma súplica. 

Como se todo o mundo dependesse de uma resposta que não surgia.

Aos poucos toda a carruagem começou a ser atingida pela sensação de eminente desastre, da vizualização do fim de um qualquer universo.

Excepto ela. Face virada para a janela, agia como se mirasse uma paradisíaca paisagem, em vez das reais paredes cinzentas.

Na voz a urgência cada vez maior: "Diz-me qualquer coisa, olha-me nos olhos. Estou aqui bem na tua frente. Sem ti, nada faz sentido", corpo inclinado, empurrado pela força da deslocação e da travagem da carruagem.

Novo movimento, o olhar desorientado, a incompreensão de uma carruagem inteira à espera.

Súbito, quase na paragem seguinte, ela levanta-se, pede licença e sai.

Seguimos espantados a sua expressão calma, como se de nada se passasse. Até nos apercebermos que na realidade vai entretida, de música nos ouvidos, alheia ao mundo suspenso que a rodeia.

"Porra, que insensível! Como é possível" reclamou o meu vizinho do lado.

Uma moça, de expressão condoída, senta-se de frente para o abandonado, com um sorriso de quem o compreende e oferece o apoio de um ombro amigo.

Ele olha-a espantado e diz-lhe, com expressão urgente:

"Será possível?" Oferecemos-lhe a nossa compreensão de abandonados na vida.

Ignorando-nos, ele inclina-se para a nova vizinha da frente e diz ansioso:

"És tu! Eu sei que és tu! A mulher da minha vida!"

11 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D